public

Da Alemanha para o Nova Friburgo

A colonização alemã de Nova Friburgo deixou um legado imenso e que perdura até hoje no município fluminense, em diversos aspectos.

há 6 meses

Último artigo Terras Frias: Uma vinícola friburguense por Helinton Dias public

Escrever sobre a imigração alemã para Nova Friburgo neste artigo é tentar de forma bastante resumida também contar como a cidade foi de certa forma moldada.

Sem menosprezar qualquer um dos povos que vieram para nosso munícipio, é de fundamental importância reconhecer as profundas transformações que perduram até hoje e que estão diretamente ligadas aos alemães por aqui.

Do fracasso suíço nasce uma nova colônia

Nova Friburgo foi parcialmente abandonada antes do alemães

A medida que a Vila de Nova Friburgo via os imigrantes suíços irem embora por diversos motivos, fez-se necessário pensar em outras pessoas para que o projeto de cidade continuasse avançando.

A Confederação Germânica iria fornecer a mão de obra necessária para que tudo seguisse avançando por aqui a partir de 1824 com a chegada dos primeiros imigrantes germânicos.

É interessante entender que os colonos alemães vieram em parte para literalmente assumir o lugar dos suíços, com alguns ocupando inclusive terras que outrora tinham sido dadas aos primeiros e que foram abandonadas com o fracasso da primeira colônia.

Uma nova cidade com uma nova economia

Novas maneiras de cultivar a terra
Novas maneiras de cultivar a terra

A principal atividade econômica dos colonizadores alemães em Nova Friburgo foi a agricultura, pelo menos inicialmente.

Os imigrantes alemães trouxeram consigo conhecimentos e técnicas de agricultura, como a cultura de café, cana-de-açúcar, milho e arroz, que ajudaram a desenvolver a economia local através do seu trabalho.

Além disso, a imigração alemã trouxe a introdução de novas técnicas e processos industriais, como a produção de açúcar, doces e produtos de liga, que contribuíram para o crescimento econômico de Nova Friburgo.

Até então a manufatura de produtos em Friburgo era muito limitada mas começou a crescer principalmente com o advento de fábricas construídas por empresários alemães, a partir do inicio do século XX.

Pioneiros também na religiosidade

Pioneiros do luteranismo no Brasil

Aos imigrantes alemães que vieram para Nova Friburgo também podemos dar o crédito da mudança na religiosidade da vila que até o momento era majoritariamente católica.

Em 1824 juntos ao Pastor Friedrich Oswald Sauerbronn os alemães fundaram a primeira comunidade luterana da américa latina e que perdura até hoje em nossa cidade.

Interessante também mencionar que a morte do filho do Pastor Sauerbronn foi também o acontecimento que iria dar origem ao cemitério Jardim da Paz que existe até hoje no bairro Paissandu.

Os alemães em Nova Friburgo atualmente

Fachada da atual Igreja Luterana
Fachada da atual Igreja Luterana

Na data em que escrevo este artigo a comunidade alemã daqui está a pouco mais de cem dias de celebrar os duzentos anos dessa imigração.

A voltagem de Nova Friburgo é outro lembrete dessa imigração já que no início do século XX as máquinas que vieram para industrializar nosso município vieram da Alemanha onde a voltagem era 220v.

Os descentes dos primeiros alemães que chegaram no século XIX e que cruzaram o atlântico em dois veleiros, o Argus e o Caroline, seguem pela cidade, dão nomes a várias ruas e avenidas e estão integrados a vida friburguense através de um passado muito marcante.

Helinton Dias

Publicado há 6 meses