/ artigos

Colonização italiana em Nova Friburgo

Um pouco de história para situarmo-nos

Para entendermos melhor a escolha que os imigrantes italianos fizeram ao vir para o Brasil, precisamos analisar a situação em que o país se encontrava durante o século XIX.

Logo no início do século, a Inglaterra, que já começava seu processo de industrialização, começou uma campanha para acabar com o fim do tráfico negreiro. Esta nova era teve, é claro, repercussão no Brasil, que passou a produzir uma série de leis paliativas, até que em 1888 a escravatura foi abolida pela lei Áurea.

Nascia então um problema: se não se pode ter mais escravos, quem trabalhará nas fazendas de café?

O amado café foi um dos motivadores para a vinda dos italianos

As fazendas de café, principalmente da província de São Paulo, estavam a todo vapor e precisavam de cada vez mais mão de obra. Com isso, o governo brasileiro passou a incentivar a vinda de europeus católicos para o país e, de 1880 a 1930, a maior massa imigrante foi a de italianos.

O caso friburguense

A verdade é que os italianos que vieram para a região do Rio de Janeiro, em sua maioria, não prosperaram. Permaneceram sendo explorados como mão de obra barata nas regiões rurais do Centro-Norte Fluminense.
Em Nova Friburgo, no entanto, a história é outra.

Os centros urbanos, ainda que não fossem desenvolvidos, ofereciam melhores oportunidades a estas pessoas.

Edifício da Spinielli SA

Começaram a ascender no segundo e terceiro setor da economia. Donos de armazéns, importadores de vinhos, alfaiates, relojoeiros… famílias como os Spinelli, Cariello, Lo Bianco, Mastrangelo, entre muitas outras, cresceram, tornaram-se influentes e até hoje fazem presença no município friburguense.

Algumas curiosidades

Uma curiosidade interessante: a colonização italiana trouxe consigo a bocha. O esporte é disputado por duas equipes e consiste em lançar bochas (bolas maiores) o mais próximo possível de um bolim (bola menor) previamente lançado.
Outro fator interessante é que os italianos trouxeram para a cidade um gosto pela arte.

Bolas usadas no jogo de Bocha

Além de aumentar o repertório musical, é possível encontrar quadros de artistas italianos em prédios históricos da cidade. Como o do pintor Martignoni, em locais como o Colégio Anchieta e o chalé do barão de Nova Friburgo.

Em suma, deixamos aqui um convite para os leitores que desejam saber um pouco mais sobre a colonização italiana em Nova Friburgo: visite-nos, aprenda mais sobre esta cultura e prepare-se para se apaixonar pela cidade!

Autoria:
Bruna Rocha cursa Gestão de Turismo no CEFET/RJ, campus de Nova Friburgo e escreve sobre a atividade turística e suas vertentes. E-mail: [email protected]

Colonização italiana em Nova Friburgo
Compartilhe